facebook pixel
Menu

Cabideiro Tupac
R$69,00

*Campos Obrigatórios

R$69,00
QTDE
O Cabideiro Tupac surgiu da fusão de duas preocupações: o desenvolvimento de objetos que emocionem, que nos façam sorrir e a necessidade crescente de aproveitar os restos de material da indústria moveleira, de transformar em design aquilo que se tornaria lixo. Assim, a peça final é uma brincadeira de desconstrução do próprio material, onde a madeira que sempre se apresenta rígida e estática é transformada em um elemento flexível, volátil e de movimento surpreendente, que necessita do toque humano para ser completa, para tornar-se plena. O produto é composto a partir de restos de material da indústria moveleira. Recentemente, o Tupac foi finalista no Salão Design 2015, e vencedor do concurso Objeto Brasil 2015, conseguindo o selo Ouro de excelência.
O corpo é de compensado 20mm, com cortes feitos de forma a garantir a flexibilidade da peça. Para reforçar a parte traseira e garantir uma maior tensão quando não estiver em uso, foi aplicado um laminado PVC tipo fórmica. A peça é facilmente fixada na uma parede através de dois parafusos com bucha 6. Suporta até 5kg.
O Cabideiro Tupac é uma peça de linguagem simples e contemporânea, mas extremamente versátil e descontraído, que torna uma brincadeira até o simples ato de pendurar um casaco. É uma peça de pegada urbana, que recebe com humor o usuário ao final ou ao início de um dia de trabalho. Ajuda a quebrar a austeridade de espaços corporativos e confere um ar jovial a residências. É um produto que se adequa ao ambiente, mas sempre demanda atenção.

Queremos saber sua opinião

Produto: Cabideiro Tupac

Como você avalia este produto? *

 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Conceito

SOBRE O DESIGNER

Rafael Studart

Rafael Studart é arquiteto por formação mas enveredou de vez para o design após um período estudando mobiliário em Milão.
Criado dentro de uma marcenaria, projeta suas peças reforçando o aspecto humano do design, buscando um elo tátil entre usuário e produto como forma de estender a vida útil do mesmo, de criar histórias e memória afetiva.
A frente da Taru (...)

PEÇAS CRIADAS