facebook pixel
Menu
Marcos de Nuca

SOBRE O DESIGNER

Marcos de Nuca

A cidade de Tracunhaém – PE, a 60km de distância da capital Recife, é conhecida regionalmente como a cidade do artesanato de barro (cerâmica). Dentre tantos artesãos talentosos estava um sujeito simples de nome Miguel Borges da Silva, mais conhecido pelo seu apelido: Nuca.


Marcos Borges da Silva, o Marcos de Nuca - é muito comum no interior usar a preposição “de” seguida do nome do pai ou mãe - nasceu em Tracunhaém e desde os 12 anos observava o seu pai na criação de suas peças. Mas foi só após seu pai ficar impossibilitado de continuar o trabalho que Marcos de Nuca, inspirado nas peças clássicas do pai, começou a dar vida a suas ideias e carregar o legado.


Nuca trabalhou no artesanato de barro desde criança e era especializado em esculpir mulheres e bonecas de barro com cabelos cacheados, porém, a sua arte, apesar de excelente, não era tão bem aceita pelo público e a família passava por dificuldades. Um belo dia, a sua esposa, a Maria de Nuca, lhe deu a ideia de produzir também peças que representavam animais. Curioso com a sugestão, ele tentou retratar animais de diversos tipos, até esculpir um Leãozinho.


A notoriedade do Leão de Nuca ganhou o mundo, sendo exposto em várias feiras e exposições na Europa. Em 1976, participou de uma feira em São Paulo, o que ajudou a torná-lo conhecido nacionalmente. Em 1980, expôs seu trabalho em Lima, no Peru.


2 Produto(s)